Atualizado 16/01/2018

Zagueiro Douglas vive expectativa de estrear "em casa" pela Chape

Um dos principais líderes do elenco da Chapecoense para a temporada 2018, o zagueiro Douglas viverá uma estreia "em casa" diante do Concórdia, nesta quarta-feira, pela primeira rodada do Campeonato Catarinense. Residente da cidade de Itajaí, onde vive com a família desde 2013, o camisa 23 da Chape jogará pela primeira vez o Estadual de Santa Catarina. Antes de debutar na competição, Douglas disputou o Carioca (Vasco da Gama), o Gaúcho (Juventude) e Paulistão (São Paulo).

 

Nascido na capital paulistana, Douglas escolheu a cidade catarinense como residência fixa quando ainda atuava no Dnipro, da Ucrânia (2013-2016). A decisão teve influência da esposa, Camila, que é natural de Itajaí e responsável por apresentar Santa Catarina ao marido.

 

"Aprendi a gostar muito da cidade e do Estado. São maravilhosos. Logo quando eu e minha esposa noivamos, definimos Itajaí como nosso lugar para viver e estabelecemos nossa residência em Santa Catarina. E essa estreia terá uma sensação especial, pois jogarei em um estado que estou tendo grandes felicidades em minha vida pessoal e profissional. Pelo fato de conhecer muitos lugares e equipes já consigo prever os desafios que terei pela frente durante o Catarinense˜, contou o jogador.

 

Douglas chegou à Chapecoense em setembro de 2017, por empréstimo junto ao São Paulo. Com contrato até maio de 2018 com o time Condá, o zagueiro se vê adaptado e cada vez mais motivado para prolongar sua estadia no Verdão do Oeste.

 

"Fui muito bem recebido pelos companheiros, pela diretoria e pela torcida. Eu e minha família estamos adaptados e felizes em Chapecó. Estava há quase dois anos sem uma sequência de jogos por conta da lesão no joelho que sofri no Dnipro e pelo pouco espaço que tive no São Paulo. Atuar em 11 partidas como titular no Brasileirão, ajudar a Chapecoense a fugir do rebaixamento e ainda levar o time à pré-Libertadores me deixou muito motivado e confiante para 2018".

 

Bicampeã em 2016 e 2017, Douglas vê a Chapecoense, mais uma vez, como uma das equipes candidatas ao título do Catarinense. O defensor aposta no entrosamento e na manutenção do elenco que encerrou a última temporada como pontos fortes na luta pelo tricampeonato.

 

"Terminamos o ano de 2017 muito bem. Tivemos bons reforços e perdemos poucos jogadores. A equipe é praticamente a mesma e já está bem entrosada. Teremos uma briga forte com equipes tradicionais como Avaí, Figueirense e Criciúma. Acredito muito em nosso entrosamento e na força de nossa torcida para alcançar esse tricampeonato inédito para a Chapecoense", avaliou.

 

Titular no amistoso contra o Tubarão, que marcou a estreia da Chape em 2018, Douglas fez sua primeira partida pelo clube no dia 24 de setembro, na vitória por 1 a 0 sobre a Ponte Preta, na Arena Condá, pela 25ª rodada do Brasileirão. Em 2017, foram 11 jogos - sete vitórias, três empates e uma derrota. Com ele em campo, a equipe Condá sofreu apenas seis gols - uma média de 0,55 gols por partida. Sem o defensor, a média no Brasileirão era de 1,35 gols sofridos por jogo.

Fonte: Terra
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções